Contexto

Todo o cenário de relacionamento entre empresas e seus/suas clientes vem mudando nos últimos anos. Isso fica bem claro para o lado de cá (quem vende) quando passamos a perceber que a construção do processo de vendas agora inclui muito mais o/a cliente. Essa dinâmica fez com que fossemos percebendo a inadequação de quem lida diretamente com o/a cliente no processo de qualificação. Tudo isso, porque, na era da informação, o/a cliente passa a ter muito mais influência externa no momento de sua decisão de compra. As informações sobre o produto estão a um click de distância, assim como a concorrência. Nesse cenário, é preciso que as empresas se empenhem de fato em entender o perfil de seu público-alvo e elaborem estratégias mais personalizadas.

Você pode ler sobre a mudança no perfil do/a vendedor/a neste artigo, da Ramper, A Morte do Vendedor Tradicional.

Nessa nova perspectiva, a posição de vendas, dentro dos negócios, é uma das áreas que mais ganham destaque. Surgem novas estratégias, práticas e nomenclaturas e isso é resultado das mudanças em estruturas organizacionais que a área teve entre: especialidades (ou seja, SDR / BDR, Engenheiro de Vendas / Especialista de Produto, Customer Experience Manager, etc.) e a explosão de aplicativos de tecnologia relacionados a vendas. Além disso, há uma certa tendência em se observar mais atentamente nas habilidades comportamentais (soft skills) exigidas de uma organização de vendas de alto desempenho. Nem só de habilidades técnicas (hard skills) vivem o/a vendedor/a.

O que vocêPrecisa saber

Inside Sales vs. Outside/Field Sales

  • Inside Sales (vendas internas): são vendas feitas “remotamente”, já que o/as representantes de vendas que praticam se comunicam com seus clientes virtualmente (por telefone ou e-mail). Algumas habilidades a serem consideradas são:

  • Articulação: deve ser capaz de se expressar bem. Inside Sales vendem através do telefone ou da tela do computador, por isso, devem ser envolventes e persuasivo/as o suficiente para levar as pessoas a comprar à partir deles. Devem ser capazes de explicar seus produtos e serviços de forma compreensível.

  • Colaboração: por trabalhar no escritório, interagem com o/as colegas todos os dias. Por isso, devem ter uma atitude colaborativa para poder trabalhar bem com o resto da equipe de vendas e manter o alinhamento.

  • Organização e disciplina: vender não é a única coisa que o/as representantes de vendas fazem, ele/as também atendem às tarefas administrativas diárias no escritório, então precisam equilibrar os dois lados do trabalho.

  • Outside Sales (vendas externas): são feitas fora do escritório. Representantes de vendas que praticam isso se encontram pessoalmente com seus clientes para apresentar e fechar o negócio.

  • Independência: também chamado/as de "representantes de campo", são ele/as que encontram com os clientes para apresentar e fechar negócios. Para maximizar seu tempo, devem ser capazes de trabalhar de forma independente e gerenciar seus próprios horários e compromissos com clientes. Isso também envolve o aspecto de organização e disciplina.

  • Adaptabilidade: Outside Sales conhecem novas pessoas e visitam novos lugares com frequência, por isso, devem ser capazes de se ajustar facilmente a esses novos ambientes.

  • Sempre procure o melhor: em comparação ao Inside Sales, trabalhar em vendas externas significa que o/as representantes devem estar mais atento/as à forma como se apresentam. Ele/as devem sempre olhar com atenção e buscar atender as expectativas do/as clientes e potenciais clientes.

Observe esse infográfico, do Ricardo Okino, que ajuda a entender as semelhanças e diferenças entre ambas de forma objetiva. Mas para ficarmos na mesma página, neste material, iremos focar no conteúdo sobre Inside Sales. Beleza?

É claro que as vendas presenciais ainda são pontos importantes em diversas ocasiões e em casos de vendas mais complexas. No entanto, a separação de atividades específicas e especializadas no processo de vendas Inside Sales permitiu e ainda permite que essa área expanda e torne-se de extrema relevância.

Dá uma olhada nesses conteúdos:

Inside Sales para iniciantes: Estruturando um Time do Zero — pt I

Inside Sales para iniciantes: Estruturando um Time do Zero — pt II

O glossário para a área é gigante e a sopinha de letras parece não ter fim. No entanto, vamos listar aqui 20 termos imprescindíveis para você começar.

  • Cold call: ligação para prospecção quando o potencial cliente não está esperando pelo contato. Essa técnica já recebeu um upgrade para a chamada Cold Calling 2.0. Aqui, o método requer uma pesquisa mais aprofundada, segmentação desses prospects em momentos de compra, estabelecimento de confiança, por exemplo.

  • Cold email: este é bem parecido com o termo anterior, mudando apenas a forma de contato para o email. O/A cliente em potencial não está esperando pelo contato.

  • Cross-selling: essa técnica estimula o/a cliente, antes da finalização da compra, a comprar mais algum produto que complementa ou pode complementar o anterior. Geralmente, as indicações ocorrem com chamadas como “você também vai gostar…” ou “pessoas que compraram este produto também gostaram de…”. Na Amazon, por exemplo, temos o exemplo de “compre x (produto que você escolheu) + y (outro produto da mesma categoria) e pague z”.

  • Customer Relationship Management (CRM): em geral, softwares que oferecem soluções para gestão e organização de relacionamento com clientes, ajudando vendedore/as a manter o controle do funil de vendas.

  • Follow-up: acompanhamento junto com o cliente de etapa do ciclo de vendas. Essa ligação acontece quando o/a vendedor/a precisa de alguma resposta do prospect para seguir com o ciclo de vendas.

  • Forecast: com base em dados como desempenho do/a vendedor/a, perfil de cliente e possibilidade de negócios, são realizados cálculos para previsibilidade de vendas em determinado período.

  • Ideal Customer Profile (ICP): uma descrição que define qual o perfil de cliente ideal para a empresa e qual não é. Alguns aspectos que podem ser levados em consideração, são: se a pessoa é engajada com a marca, se entende o produto, constância de uso, etc.

  • Lead: pessoa que forneceu seus dados em um formulário de conversão e demonstrou interesse na sua empresa, produto ou tema de mercado, podendo ser considerada um potencial cliente.

  • Inbound Leads: são leads gerados a partir de estratégias de Inbound Marketing.

  • Outbound Leads: leads captados por meio de sistema de prospecção ativa.

  • Persona: é a identificação detalhada do perfil de clientes da empresa. A construção da persona ocorre considerando dados reais sobre comportamento e características demográficas de clientes.

  • Funil de Vendas: o Funil de Vendas, é um mapa do processo de vendas de uma empresa e serve para ilustrar o percurso que o lead percorrerá até, de fato, realizar (ou não) uma compra.

  • Pitch: discurso de vendas em que apresenta e justifica a compra de um produto ou serviço. O pitch serve para construir uma narrativa de vendas convincente para o/a possível cliente.

  • Prospects: pessoas/empresas que o/as vendedore/as acreditam que podem se transformar em clientes.

  • Sales Development Representative (SDR): momento de pré-venda (pré-vendedor/a) ou primeira abordagem de um/a lead. A função do/a SDR em um time de Inside Sales é preparar, gerar valor e qualificar um lead antes de encaminhá-lo/a para um/a closer. No geral, as funções específicas do/a SDR dependerá da estrutura do time de vendas da empresa.

  • Service Level Agreement (SLA): é um documento que especifica condutas mensuráveis na prestação de um serviço. No caso do tempo de espera de atendimento, o SLA é aplicado para medir o quão eficiente é o serviço e definir qual nível exato precisa ser alcançado para que o trabalho seja executado com excelência.

  • SPIN Selling: metodologia que traz orientações sobre quais são as melhores perguntas a serem feitas para aumentar a taxa de vendas. É baseado em quatro tipos de perguntas: situação, problema, implicação e necessidade de solução.

  • Taxa de conversão: métrica de vendas e/ou marketing. Para vendas, corresponde a porcentagem de leads que o/a vendedor/a recebeu comparando-se com a quantidade que efetivou a compra. Para o marketing, é a porcentagem que identifica quantos visitantes realizam a conversão desejada, como preencher um formulário ou baixar um material.

  • Ticket médio: é a métrica que apresenta o valor médio que cada cliente gasta em compras no seu site, estabelecimento, loja virtual, produto ou serviço. Esse valor é determinado pela média entre o montante de suas vendas e o número de clientes que geraram esse volume de compras.

  • Up-selling: é quando um cliente já existente contrata novos serviços ou produtos e, assim, aumenta o valor total do ticket mensal.

Você pode ler também neste artigo, da Resultados Digitais, sobre 74 termos que você precisa conhecer .

Por ondeComeçar?

Aqui, iremos disponibilizar uma série de conteúdos para você consumir e iniciar sua jornada em Vendas (Inside Sales). Esse conteúdo foi escrito e curado pelo nosso transformador: Giovanni Del Negro.

Falaaaa Galeraaaa! Beleza?

Quando recebi o convite da Gama Academy para desenvolver esse conteúdo me senti realmente lisonjeado, mas isso só é possível porque, junto com a Gama Academy, também passei por uma trilha de aprendizado para chegar até aqui.

Poxa nem me apresentei, meu nome é Giovanni, atualmente sou Sales Team Leader de uma das maiores FinTechs do mercado Brasileiro, sou um ex-aluno da Gama Academy e tudo isso só foi possível pois foquei demais em tudo o que me foi passado. Mas, calma, não fique ansioso/a ou nervoso/a, vou te contar um pouquinho nesse material e te dar boas dicas de como trilhar esse mesmo caminho, continue a leitura.

E o mais importante, tudo que vai ser falado aqui vamos focar nosso papo no Universo Inside Sales.

Quando falamos em ser um/a vendedor/a tenho que perguntar a você: quanto você quer ser o/a melhor? O quanto você quer entrar para essa área e fazer a diferença?

Tenho pouco mais de 18 anos na área comercial e posso lhe afirmar: já vi pessoas transacionarem de carreira e se tornarem verdadeiras Top Performers em vendas. De todas as áreas possíveis, consultore/as formado/as em Educação Física, Enfermagem, Direito e daí por diante.

Então, quer dizer que quando nada der certo na vida eu posso virar um/a vendedor/a?

Calmaaaaa jovem Padawan! Não é assim! Vendas hoje, no mundo todo, é uma das profissões mais valorizadas e sabe o motivo disso? Porque vendas deixou de ser simplesmente um “dom” e, mais do que isso, você precisa é de talento mesmo. Vendas não é mais achismo, é técnica, metodologia, disciplina!

Caramba Giovanni, você fala demais cara, cadê as dicas que falou que ia dar?

Poxa, galera me desculpe, realmente, as vezes (sempre!), quando falo de vendas me empolgo. Então, vamos lá:

Antes de começarmos, vamos fazer uma reflexão: a verdade é que todo mundo quer ir para o céu, mas ninguém quer morrer! E, aqui, o que eu quero dizer é que todo mundo quer ser um/a Hustler Top Performer, mas, o que você faz de diferente perante aos demais para se destacar? Você quer ser um/a Hustler? Se entrar nesse mercado, o que você vai fazer para ser o/a melhor? Galera, para conhecermos o céu em vendas, temos que fazer o que ninguém faz, ou não se dedica o suficiente para se destacar! Pense nisso. Não dá para ser apenas mais um/a.

Quais as principais características para ser um/a vendedor/a Top 1:

Resiliência

O quanto você quer algo? Resiliência é uma das principais virtudes de um/a Hustler. Ao longo de nossa jornada, colecionamos muito mais “não” do que “sim” para assinatura de contratos. E, na verdade, não tem nada de errado com isso! O importante é o quanto você é resiliente o suficiente para não desistir e continuar. Lembre-se: se todo cliente falar SIM, as empresas não precisam de uma pessoa para vendas e sim uma tiradora de pedidos, isso não existe!

Disciplina

O mundo das Startups é sensacional. Um ambiente repleto de novidades e oportunidades. No entanto, parece que todo mundo sempre lembra do bendito vídeo game e da piscina de bolinhas. Não confundam liberdade com libertinagem! (rs) Tudo isso pode funcionar muito bem para todas as áreas da empresa, mas lembre-se que existem as metas. E você só vai alcançá-las se tiver muita disciplina e foco no seu dia-a-dia, seja estratégico e cirúrgico. Utilize esses mimos da empresa naquele momento do almoço, pós-expediente, após fazer todos os seus follow-ups e daí por diante. Primeiro tenha suas metas em mãos.

Foco

Hoje, quando analiso consultore/as Top Performers é muito comum detectar características similares em todo/as, mas uma que mais me chama a atenção é o foco. Quando converso com essas pessoas, vejo exatamente que todas elas sabem exatamente o que devem fazer e em que momento fazer. São extremamente focado/as no seu dia, sabem quantos clientes devem atender e até que horário, tem controle total de sua agenda, sabem exatamente quanto possuem no Pipeline, ou seja, sabem exatamente onde estão e onde precisam chegar, e, mais que isso, sabem exatamente como fazer.

Questionar e sempre ter curiosidade

O/A Hustler que não é curioso/a, não consegue desbravar novos campos ou testar novas hipóteses. Por isso, seja um/a estudioso/a do seu funil de vendas e questione. Quanto tudo estiver dando certo, também questione, sempre é possível encontrar uma nova possibilidade. Além disso, se você não for curioso/a, como vai poder sanar as dúvidas no seu dia-a-dia? Sem ser questionador/a, como vai fazer isso?

Coachability

O que me deixa cada dia mais feliz, é notar como as políticas de 1:1 e feedbacks estão entrando e enraizando nas empresas. O/A gestor/a tem que estar presente no dia-a-dia da pessoa ao qual lidera e tais políticas são pilares essenciais. E o Coachability vai medir justamente isso, sua capacidade de absorver esses feedbacks e aplicá-los. Portanto, esteja aberto/a a ouvir e, o principal, absorva o que está sendo passado e busque alternativas para aplicar da melhor forma possível e o quanto antes.

Escuta Ativa

Lembra no tópico acima quando falei de absorver feedbacks? Pois então, isso só é possível se você praticar a Escuta Ativa. Ela é um dos pontos mais importantes da comunicação, e conhecemos aquela máxima né? Quem não se comunica se trumbica!

A Escuta Ativa é uma das principais características de um vendedor, e ela deve ser praticada tanto com os clientes quanto com seus respectivos gestores. Quando ouvir um discurso sobre um feedback, objeções ou dúvidas, você deve focar atentamente no/a interlocutor/a e buscar compreender realmente o que está sendo dito, quais são suas intenções, os anseios e as preocupações contidas no discurso que se ouve. Lembre-se: durante a fala, você deve estar atento/a a todos os detalhes! Por isso, saiba ouvir para depois poder falar.

Jogar em Time

Hoje em dia, em vendas, temos times cada vez mais diversos, e é muito comum termos a famosa meta do time. Então, se você não olha para os lados para se preocupar com seu colega de trabalho, você também está sendo responsável pelo time não alcançar as metas. Temos que jogar em time todos os dias, motivarmos uns aos outros diariamente. Certamente, seu colega ao lado que passa por um momento difícil de vendas quer ouvir o que você está fazendo para colocar a meta no bolso. Lembre-se: você não está lá para ser melhor que seus colegas de trabalho, você está lá para ser sua melhor versão todos os dias! Então compartilhe e corra sempre junto com seu time!

Transparência

Aqui é um ponto que talvez nem fosse necessário destacar, mas é sempre bom lembrar. As empresas não aceitam mais qualquer desvio de conduta ou falta de profissionalismo do/a vendedor/a. A venda tem que ser realizada por que o cliente entendeu o valor de sua solução e fez sentido para uma dor que ele/a possui no seu caminho, e não por que foi “empurrada” pensando apenas na sua comissão e passando uma venda para frente com um risco de cancelamento altíssimo. Isso é justo com a empresa que trabalha e cliente que atendeu? Portanto, seja consultivo/a, saiba identificar as reais necessidades do cliente e ofereça valor. Empurrar venda certamente não é a melhor decisão, ainda mais se em sua meta tivermos gatilhos de cancelamento por exemplo. Fique atento/a!

Tenho mais características para mencionar

Calma jovem, eu teria ainda pelo menos mais umas 30 características para mencionar aqui, mas vamos começar do início? Pegue essas, inicialmente, e já as tenha em mente. Seja para você que já está na carreira ou para você que quer ingressar em vendas. Vamos ter um norte primeiro e quem sabe em um próximo conteúdo vou te contar ainda mais!

UFA! Ok, tudo isso dito, como você pode fazer para se desenvolver ainda mais em vendas?

Jovem Padawan, você, como um/a profissional de vendas é sempre ansioso/a, mas relaxa. Vou te dar alguns caminhos agora. Vamos absorver alguns conteúdos? O que acha de começarmos por algumas leituras? Então, se quer entender mais desse universo de vendas e também entrar no mundo de Inside Sales vamos em frente:

Livros que não podem faltar no seu mundo de vendas:

  • Receita Previsível - Aaron Ross

  • Hipercrescimento - Aaron Ross

  • Spin Selling - Neil Rackham

  • Os segredos da Arte de Vender = Zig Ziglar

  • A Bíblia de Vendas - Jeffrey Gitomer

  • A Venda Desafiadora - Matthew Dixon e Brent Adamson

  • Os Segredos do Lobo - Jordan Belfort

  • A Meta - Um Processo de Melhoria Contínua - Eliyahy M. Goldratt

  • Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes - Stephen R. Covey

  • O Poder do Hábito - Charles Duhigg

Livros que não podem faltar no seu mundo de conhecimento:

  • GTD - A Arte de Fazer Acontecer – David Allen

  • A Startup Enxuta – Eric Ries

  • O Estilo Startup – Eric Ries

  • De Zero a Um – Peter Thiel

  • Scrum – Jeff Sutherland

  • Gestão do Amanhã – Sandro Magaldi

  • Mindset - A Nova Psicologia do Sucesso - Carol Dweck

  • Marketing 4.0 – Philip Kotler (Sim você também precisa entender um pouco de marketing, afinal como vai entender a jornada do seu cliente nos dias atuais?)

Plataforma com diversos Títulos de Livros: 12min

Obs.: Com um baixo investimento, você tem acesso a centenas de livros e tudo em uma plataforma para você ouvir seus melhores resumos em até 12 Minutos! Que moleza, hein?

Continuando nossa trilha de conhecimento vou indicar alguns Blogs também:

Meetime (Tudo sobre Inside Sales): Blog

Para você que está iniciando na área de vendas não deixe de ler esse conteúdo de 10 dicas para vendedores iniciantes:

Ramper (Aprenda tudo sobre vendas B2B): Blog

Ainda tem dúvidas se precisa se atualizar ou ficar ligado nas mudanças no mercado de vendas? Não deixe de ler esse artigo sobre:

Outbound Marketing (Tudo sobre Prospecção B2B e Vendas): Blog

Quer saber como ser um/a Hustler através do conteúdo deles? Não deixe de acessar esse artigo:

RD Station (Fera do Marketing Digital, mas rica em conteúdo de vendas): Blog

Quer afiar seu vocabulário com um glossário de Inside Sales? Vocês já receberam essa dica, mas vale relembrar:

Sales Coaching (Blog do Marcos Mylius): Blog

Não deixe de ver esse conteúdo iradíssimo sobre:

Ok, ainda não consegue se adaptar totalmente a essa quantidade de leitura? E você está se perguntando o que pode fazer para acelerar ainda mais seu aprendizado e aproveitar melhor seu tempo? Bem, Jovem Padawan, vou te ajudar mais uma vez no seu consumo de conteúdos e para te dar aquele empurrãozinho maroto, agora vou te indicar podcasts! Vamos lá:

Cast for Closers: Soundcloud

Não percam esse episódio:

Insider (Aqui você precisa estar logado/a no Spotify) O outro lado da Rede

TEDTalks Negócios (Apple Podcasts)

Difícil escolher um, então acesse:

Ok, já temos livros, blogs, resumo de livros e áudios. Querem algo em vídeo também, né? Ok, futuro/a Top Performer, o que não faço por você, então aqui vai:

TED - Shawn Achor - O segredo feliz para trabalhar melhor

TED - Elizabeth Gilbert - Sucesso, Falha e o motor para continuar Criando

TED - Simon Sinek - Como grandes líderes inspiram ações

TED - Angela Lee Duckworth - A Chave para o Sucesso

TED - Diana Laufenberg - Como Aprender? Com os Erros!

TED - Matt Cutts - Tente Algo Novo por 30 dias

E agora já para caminharmos para o fim desse doce conteúdo (espero que estejam curtindo), vou deixar aqui algumas certificações for free que fazem todo sentido para você que é da área de vendas ou quer entrar nesse nosso mundo. E siiiimmmm, elas vão trazer muita coisa legal para vocês, vamos lá:

Cursos de Outbound

Curso de Inbound Marketing

(sim, Padawan, você precisa entender de onde vem seus clientes e como chegam até você, a estratégia de: atrair, converter, vender e encantar).

Por fim: valeu a pena galera? O conteúdo ajudou? Fez sentido? Bom, essa é só uma pontinha do universo de Inside Sales. O aprendizado e a vontade de absorver conteúdos tem que ser uma rotina constante. Por isso, não podemos parar nunca! Temos que ser incansáveis!

Te vejo no topo do ranking como Top Performer! 👊

Lista deFerramentas

Técnicas de vendas

Aqui, seguem aos artigos da Ramper, referência na área, para te ajudar no desenvolvimento de técnicas de vendas. Já que essas são habilidades mais voltadas para as soft skills, a melhor maneira aperfeiçoá-las é: estudando e aplicando.

Storytelling: arte de vender boas histórias

18 técnicas de vendas para você dobrar sua meta

5 fatores para uma prospecção de sucesso

Hacks para aumentar a geração e conversão de leads B2B

7 dicas para melhorar a performance da sua estratégia de marketing digital e aumentar suas vendas

CRM

Essas ferramentas listadas abaixo são algumas das mais utilizadas no mercado. Elas são, em geral, bem completas e possuem os mais diversos tipos de soluções baseadas em tipo de negócio, necessidades, para times grandes ou pequenos, processos mais complexos ou mais diretos, entre outras soluções integradas. Basta, aqui, identificar qual a necessidade do time de vendas e da empresa.

Pipedrive

Pipefy

Sales Force

Agendor

Plug CRM

Hubspot

Close IO

Ferramentas diversas

Ramper- uma plataforma de prospecção digital para empresas B2B. Você consegue fazer a busca através do seu perfil de cliente e criar listas segmentadas de emails corporativos através das redes sociais e sites das empresas.

Find that lead- um buscador de emails de leads. Você pode fazer essas buscas por: complemento no Google Sheets, extensão do Chrome e o Prospector.

Meetime- plataforma para times de Inside Sales. Ela organiza o processo de vendas, além de oferecer treinamentos, integrar com outras plataformas, gerar acompanhamento de métricas e etc.

Organização

Google Agenda

Google Drive

Evernote

Calendly

Youcanbook.me

Extensões

Ainda em organização

Toby- organiza conteúdos e páginas em abas e sessões. O bacana dessa extensão é que é totalmente mutável, você pode organizá-la da maneira que achar melhor.

Pocket- o pocket também organiza páginas e, além disso, você consegue enviá-las para seu e-mail.

OneTab- essa extensão converte todas as abas abertas e as converte em uma lista que você pode acessar posteriormente.

Any.do- organizador de tarefas no navegador.

Todoist- também um organizador de tarefas no navegador.

Tasks by Google- organizador de tarefas do google. É bem simples de usar e fica na mesma página do gmail.

Keep- organizador de notas no Google. Você consegue integrá-lo a outras ferramentas do google.

Evernote Web Clipper- essa extensão permite integrar os conteúdos achados na internet ao seu Evernote.

Stayfocusd- te ajuda a manter o foco restringindo o acesso a site que podem te distrair.

Mailtrack- te ajuda a acompanhar quando a pessoa que recebeu um email verificou ou não. Além de notificar quando a pessoa abre o email, essa extensão também notifica quando ela não abre o email no período de 24 horas.

BuzzSumo - essa extensão oferece insights sobre desempenho de conteúdo. Você pode clicar na extensão quando estiver em uma página para mostrar métricas como o número de compartilhamentos sociais e links de retorno para uma peça.

Produtividade

Pomodoro- um timer que pode ser usado para medir quanto tempo você dedica uma tarefa.

Trello- possui uma interface bem simples e visual para organização de atividades em blocos. O Trello dá diversas possibilidades de organização e serve para pequenas equipes.

Asana- possui inúmeros recursos para gerenciar equipes de trabalho, atividades, projeots e processos com o visual como ponto forte. O Asana consegue ser mais completo e você consegue integrá-lo com outras ferramentas.

Pipefy- além do CRM, esse software consegue ter um foco em organizar e controlar processos, também funciona sob o modelo de blocos e cards, como o Trello, só que bem completão.

Habitica- essa ferramenta usa o sistema de gamification para que você possa organizar e gerenciar tarefas. Além das pontuais, você pode listar hábitos e tarefas diárias. Todas as interações e conclusões de tarefas são pontuadas, geram “recompensas” e fazem o/a usuário/a subir de nível. Você pode utilizá-lo para suas próprias tarefas, mas também criar guildas ou participar de outras guildas para completar “missões”. Iradíssimo.

Profissionaisem destaque

Lucia Haracemiv

Sócia Fundadora na DNA de vendas

Giovanni Del Negro

Facilitation Manager na Gama Academy

Fernanda Ribeiro

Presidente na Afrobusiness Brasil

Thiago Gabri

Regional Sales Manager at LinkedIn

Mariana Dias

CEO and Co-founder na Gupy

Ricardo Okino

Director of Sales and Customer Experience at Camerite

Dani Junco

CEO at B2Mamy Aceleradora

Tatiana Pezoa

Founder na TrustVox

Parceria deconteúdo

Rampando a Ramper - empreitada de 100 a 500 clientes

Este conteúdo é oferecido por: Ramper

Há cerca de 1 ano, compartilhei um artigo sobre como foi nossa trajetória durante os 6 primeiros meses (sem deixar de comentar dos inúmeros meses que antecederam o nascimento da Ramper) em que fizemos de 0 a 100 clientes.

Dessa vez, compartilho o que aconteceu nos 11 meses que sucederam o artigo anterior, e como foi pra nós o salto de 100 a 500 clientes - desafios e aprendizados, bem como a forma como pensamos e agimos aqui na Ramper.

Acesse a matéria aqui

Próximospassos

Conhecer os Cursos da Gama Academy

Somos uma startup de educação que trabalha com recrutamento, seleção e treinamento para o mercado digital.

Temos um programa chamado Gama Experience que é voltado para o desenvolvimento de 4 principais áreas desse mercado: Marketing (Growth Hacking), Vendas (Inside Sales), Design (UX/UI) e Desenvolvimento (Front-end).

É um programa intensivo de 5 semanas com metodologia própria que desenvolve habilidades técnicas e comportamentais, com aulas online e encontros presenciais e que conectam o/as participantes com profissionais das mais diversas empresas de tecnologia e startups.

Nossa missão é impactar a vida de 1 milhão de pessoas através da educação.

O curso de Desenvolvimento (Front-End) possui mais de 14 horas de conteúdo técnico e conta com transformadores como: Diego Pinho - Professor Especialista de Programação e Jogos na Escola Móbile.

Além disso, são mais de 10 horas de conteúdo específico para o desenvolvimento de soft skills e atividades presenciais que estimulam a resolução de problemas reais do mercado.

Depoimentos de alumnis 💚

Giovanna Passos
Sales Coordinator na Creditas

"Costumo brincar que nasci vendendo. Minha primeira experiência foi com 9 anos, quando montei uma barraca pra vender massinhas em formatos de animais e com o lucro fiz uma festa para o pessoal do condomínio. Sempre fui uma pessoa inquieta e em busca de conhecimentos que me somassem, me formei em Publicidade e liderei minha primeira equipe de vendas com 17 anos, mas nada chegou perto do que o Gama me trouxe de bagagem. Uma total mudança de mindset para a nova realidade digital das empresas."


João Borges
Head de Inovação & Mobile Esports na INTZ

"A Gama foi o ponto de virada em minha vida. Após trabalhar durantes anos no mercado tradicional de seguros em Salvador/BA, vim para SP fazer o XP como Hustler e ao fim do programa me mudei de vez. Foi ótimo aprender a vender e se relacionar de uma forma totalmente inovadora, além de receber 7 propostas de Emprego e ganhar amigos para a vida inteira. Hoje estou liderando uma das frentes de expansão internacional em uma Startup Estrangeira além de Empreender no mercado de eSports e Food."


Marcus Zangirolami
Head of Sales na 4Health Consultoria

"Após o Gama XP13, minha vida mudou totalmente. Consegui trabalho imediatamente após o programa, o que me permitiu me mudar para São Paulo após 1 ano sem conseguir nenhuma entrevista. Hoje, consegui me inserir no ecossistema de startups e semanalmente sou procurado por empresas oferecendo vagas."

Baixar conteúdoem PDF

Faça o download desse material para ler de onde você estiver! Sugiro que você também salve essa página no seus favoritos, pois nós sempre a atualizamos e você pode voltar aqui quando quiser!

Maisartigos

Qual desses 3 estudos de caso vai aumentar suas vendas?

Saiba mais

8 aprendizados de Customer Success para B2B

Saiba mais

De Engenharia Química para startups: Se você quer ler uma história de sucesso, não leia este artigo

Saiba mais

Predictable Revenue - Transforme seu negócio em uma máquina de vendas

Saiba mais
Ir para o menu