Treinamento e Desenvolvimento: o papel no crescimento da empresa (5 insights do webinar)

Prefere ouvir o conteúdo? Dê play no áudio abaixo ou faça download! 🤘💚

O Treinamento e Desenvolvimento é uma estratégia extremamente importante para o desenvolvimento individual de um/a colaborador/a e para manter uma equipe unida que entrega muitos resultados, garantindo as metas da empresa. 

Neste artigo, abordarei alguns motivos para você priorizar isso em sua empresa e garantir um time de alto nível, além de compartilhar 5 insights do webinar: O papel do treinamento interno no crescimento estratégico

Por que o Treinamento e Desenvolvimento é tão importante e qual impacto disso para os negócios?

Não é uma novidade que as universidades — e escolas — não têm preparado profissionais qualificados/as para o mercado de trabalho.

As empresas precisam de profissionais capazes de analisar e entender contextos para criar soluções que vão de acordo com os desafios enfrentados — e que tenham habilidades técnicas para pôr a mão na massa. E não de pessoas que reproduzem procedimentos, como são ensinadas no ensino tradicional.

Essa falta de alinhamento com as necessidades técnicas para o mercado acabou transferindo para as empresas a tarefa de criar estratégias de Treinamento e Desenvolvimento que consigam suprir esse gap e, assim, capacitar times e mantê-los altamente competitivos.

Além disso, vemos hoje um cenário em que as empresas que realmente demandam de profissionais seniores precisam competir com base salarial, oportunidades de crescimento e oferecimento de benefícios para se tornarem ambientes desejados de trabalho.  

O treinamento faz parte de umas das estratégias mais eficazes em aumentar a eficiência e o engajamento do time, garantir o nível do trabalho mais produtivo e até para o investimento no Employer Branding, agregando valor e sendo referência no mercado de atuação.

Para conversar mais profundamente sobre esse assunto, convidamos a Carol Dibe, Gerente de Treinamento e Desenvolvimento e Comunicação Interna na Stone Pagamentos — empresa amplamente conhecida pela jornada de treinamentos não apenas durante o processo seletivo (Recruta Stone) mas de seus times também. 

A ideia foi explorar sobre como uma boa estratégia de Treinamento e Desenvolvimento pode influenciar no crescimento estratégico da empresa. 

Você também pode assistir esse webinar dando play no vídeo abaixo. Se quiser saber dos principais insights que tivemos ao longo de papo, é só continuar lendo até o final. 

Confira 5 insights principais que você pode tirar desse webinar incrível:  

1. Hoje o foco do/a profissional é na jornada

Historicamente, a carreira dos sonhos de gerações anteriores se concentrava em encontrar um local de trabalho que fosse o foco, entrar e se estabelecer ali até uma possível aposentadoria.

A ideia de estabilidade profissional com uma remuneração elevada era muito bem vinda e desejada. 

Quando olhamos para o cenário atual — um mercado muito mais dinâmico e incerto —e para a nova geração que está dominando o mercado de trabalho, percebemos que já não é só remuneração que chama atenção.

Esses/as profissionais buscam desenvolvimento por meio de suas jornadas dentro de uma organização — independente de qual seja ela. Podemos ver isso refletido no tempo que essa geração leva dentro de uma única empresa hoje.

O mais importante, então, passa a ser a jornada profissional e como a empresa abre caminhos para que ela seja possível: alinhando os objetivos organizacionais com os objetivos de carreira de seus/suas colaboradores/as.

A pesquisa Millennial Careers: 2020 vision, realizada pela ManpowerGroup com cerca de 19 mil pessoas, mostra que os/as novos/as profissionais — dentre os outras coisas — buscam prioritariamente:

  • Oportunidades de crescimento;
  • Reconhecimento profissional;
  • E um ambiente de trabalho que seja prazeroso (networking e qualidade de vida).

Isso inclui conexões com profissionais mais seniores e treinamentos internos que o/a qualificam para atuar de maneira exemplar — onde vivenciam desafios que o/a ajuda no desenvolvimento técnico — e, assim, ser uma referência em sua área de atuação.

Aqui na Gama Academy, por exemplo, desenvolvemos projetos sob uma metodologia própria de ensino para oferecermos soluções em treinamento interno para empresas.

2. O plano de Treinamento e Desenvolvimento precisa estar alinhado aos objetivos da empresa e do/a colaborador/a

Antes que qualquer coisa, é muito importante que a empresa ofereça uma estrutura que possibilite às pessoas performarem:

  • No curto prazo: ter alinhado exatamente o que elas precisam fazer do ponto de vista operacional, de produto, função e etc;
  • No longo prazo: que tenham uma continuidade na aprendizagem, sobretudo respeitando o timing e as decisões que envolvem seu desenvolvimento e que não esteja ligado diretamente com as entregas de curto prazo.

Para possibilitar esse fluxo de curto prazo, por exemplo, a empresa tem que entender quem é o/a colaborador/a, o que ele/a precisa fazer, como é o dia a dia de trabalho dele/a e o que a empresa precisa que ele/a entregue

No longo, quais são os objetivos de carreira desse/a profissional e qual a visão de futuro da empresa — a identificação das necessidades é voltada para a demanda da área de negócios

Saber o que acontece ao redor é peça fundamental no desenvolvimento de uma equipe sólida, que cresce de modo sustentável e que, no longo prazo, possui resultados grandiosos.

Ao pensar em construir um plano de Treinamento e Desenvolvimento, esse background dará o insumo necessário para entender claramente qual é o objetivo disso de forma estratégica. 

3. A área de treinamento é uma área de negócio e não de execução 

O resultado esperado de colaboradores/as e times é aumentar a eficiência e produtividade e, como consequência, obter maiores ganhos e retornos ao negócio. Por isso, usar o Treinamento e Desenvolvimento como ferramenta estratégica gera mais valor para as empresas.

Saber qual é o perfil de profissional que a empresa necessita nesse momento e que irá demandar no futuro é essencial para:

  1. Construir de forma segmentada trilhas de desenvolvimento técnico, comportamental e até de lideranças também;
  2. Para conduzir o desenvolvimento do capital humano na direção dessas demandas de crescimento da própria empresa. 

Ou seja: precisa estar composta à estratégia de crescimento e visão de futuro da organização e, assim, construir o ambiente necessário para que o time performe, como dissemos anteriormente. 


O dado fim de um plano de Treinamento e Desenvolvimento não é apenas quantas pessoas fizeram determinado treinamento ou até mesmo a quantidade de horas realizadas. Essa área precisa ser vista como o suporte direto a realização de objetivos e metas de negócio como um todo. 

Por isso, é importante que ela esteja amarrada a um objetivo claro (a um por quê) — com métricas e processos. O resultado precisa ser um indicador de negócio. E alguns exemplos dessas métricas podem ser:

  • Diminuição da taxa de Turnover; 
  • Índice de aplicabilidade (o quanto ele é útil e se a pessoa poderá aplicar o conhecimento);
  • NPS (qualidade percebida);
  • Acompanhamento de como isso impacta no resultado final do time (performance).

4. O treinamento técnico deve andar em paralelo ao desenvolvimento de soft skills

Manter times coesos e de alta performance e também manter colaboradores/as alinhados/as com a cultura organizacional é um grande desafio para as empresas hoje. Principalmente para startups que estão em fase de crescimento.  

Independente do modelo de negócio, da área da empresa ou do modo operacional (remoto ou presencial), ter colaboradores/as muito desenvolvidos/as tecnicamente mas carentes de habilidades comportamentais pode ser um problema para manter uma cultura forte, o engajamento e uma comunicação eficiente

A falta dessas soft skills nas pessoas que compõem uma  empresa pode levá-la ao fracasso total.  

5. Pense na construção do planejamento T&D como a construção de um produto

Pense como um/a profissional de Design UX pensaria, aplicando a metodologia do Design Thinking na construção de um plano de Treinamento e Desenvolvimento: ele precisa resolver um problema.

O jornada de construção envolve: aprender com todas essas experiências e sempre entregar valor aos  clientes que, nesse caso, não os/as colaboradores/as; considerar as demandas (dores) da empresa e dos colaboradores/as; ter empatia no processo. 

Como gestor/a estratégico/a, você vai perceber que toda ação gera uma reação e um resultado diferente. E, além disso, que se tratando de pessoas, esses resultados podem não ser consistentes individualmente. 

Uma equipe bem treinada é capaz de gerar resultados de curto, médio e longo prazo que são sustentáveis e duradouros, sendo visível as mudanças imediatas durante e após aplicação de treinamentos. 

Por fim, é importante reforçar que Programas de Treinamento são decisivos no desenvolvimento de equipes, mas estimular o protagonismo de aprendizagem em cada colaborador/a também é essencial.

twitterfacebooklinkedinyoutube-playinstagram