10 dicas práticas para retenção de talentos

A retenção de talentos pode ser definida como um conjunto de práticas e estratégias que as organizações adotam para manter seus/suas melhores colaboradores/as.

Acontece que costuma-se investir muito em novos talentos e pouco nos antigos. 

Entretanto são os/as veteranos/as os principais responsáveis por disseminar a cultura e valores da companhia.

É fato que nenhuma empresa sobrevive sem pessoas. A competitividade do mercado de trabalho exige que as organizações sejam capazes de reter talentos que engajem com seus propósitos e objetivos. 

Consequentemente, a retenção de talentos reduz a alta rotatividade de colaboradores (ou turnover) o qual gera altos custos de demissões e de novas contratações, além de diminuir a produtividade e afetar o andamento dos processos na empresa.

Como podemos identificar um talento? 

Os talentos são pessoas que possuem valores em comum com a empresa, assim como com a visão e propósito.

Além disso, essas pessoas são profissionais de alta performance e possuem grande potencial de crescimento e desenvolvimento, sempre superando as expectativas. 

A presença de talentos na empresa é fundamental para o crescimento dela. 

Ao contrário do que muitos/as pensam, hoje em dia a nova geração busca tanto realização profissional como qualidade de vida, valorizando oportunidades que ofereçam maior autonomia para tomada de decisões, flexibilidade de horário, aprendizagem e visão de futuro. 

O desafio é responder à seguinte questão: como motivar os talentos a permanecerem na corporação? Essa não é uma tarefa fácil. 

Pensando nisso, listamos algumas dicas para te ajudar na retenção de talentos, confira:

#1 Trabalhe o propósito da sua empresa

Segundo uma pesquisa realizada pela Glassdoor o principal motivo que leva uma pessoa a querer mudar de emprego é almejar um trabalho mais conectado com seu propósito de vida.

Hoje as pessoas buscam trabalhar em uma empresa que possui uma preocupação que vai além do lucro. 

Como definir o propósito da organização? 

O propósito explica por que ela existe, sua missão e tem a ver com princípios, ética e cultura.

Comece descobrindo quais são os valores dos fundadores, entendendo as expectativas dos/as colaboradores/as e o que os/as clientes pensam da empresa e, por fim, compreenda as necessidade da sociedade.

Responder perguntas como “Quem somos?” e “Para que existimos?” ajuda nessa busca.

Depois de definido o propósito, deve-se divulgá-lo para toda a companhia pois é extremamente importante que todos estejam cientes dele já que todas as decisões serão tomadas baseadas na missão e objetivos que a organização deseja alcançar.

#2 Invista na experiência do/a candidato/a

A retenção de talentos se inicia desde o primeiro contato com o/a candidato/a que é no momento da sua seleção. Por isso, é essencial ter um processo de recrutamento e seleção inovador. 

Os/as profissionais diferenciados/as não se sentem atraídos/as por processos tradicionais, com perguntas já ensaiadas e testes que não refletem seu potencial.

Ofereça um tipo de desafio que sua empresa dedica-se a solucionar, apresentando situações reais às pessoas candidatas e estimulando-as a tomar decisões que ajudem na resolução desses problemas.

Demonstre interesse e, de fato, conheça as motivações e background das pessoas que estão dispostas a entrar para o time. 

Com este tipo de dinâmica é possível observar melhor o perfil do/a candidato/a e suas habilidades.

Além do mais, seja transparente e verdadeiro/a durante a entrevista. Esclareça os detalhes do cargo, explore responsabilidades, habilidades e valores pessoais esperados para que os/as possíveis contratados/as filtrem e entendam rapidamente se enquadram-se no perfil da vaga. 

Crie um processo de seleção que seja dinâmico, lúdico e funcional, tanto para o/a recrutador/a quanto para o/a candidato/a.

#3 Construa um onboarding eficiente

Comece do jeito certo! O processo de integração de novos/as funcionários/as, ou onboarding, é uma demonstração de cuidado e interesse que impacta na satisfação deles/as com a organização, aumentando sua eficiência e reduzindo tempo e custo de adaptação. 

Além disso, um onboarding eficiente torna o primeiro dia ou a primeira semana de trabalho uma experiência singular e marcante.

Para criar um onboarding eficiente é importante planejar.

Comece definindo o objetivo, monte o cronograma, prepare o primeiro dia, promova treinamentos e ações em que os/as colaboradores/as com mais tempo de casa possam compartilhar suas experiências e contribuir com dicas para quem está chegando. 

Deixe claro o que você espera e garanta que os/as colaboradores/as entendam o que sua empresa faz, assim como a importância da função dele/a nesse ambiente.

Essa prática pode ajudar a manter os/as novos/as funcionários/as engajados/as desde seu primeiro dia e, ainda, a trabalhar a satisfação dos/as antigos/as, que serão destacados para essa importante missão. 

Fazer um tour pela empresa também é uma prática bacana. Ah, e não esqueça de documentar todo o processo.

Existem muitas possibilidades para inserir em um processo de onboarding e muito o que considerar, como, por exemplo, o tempo de execução, quem fará parte e como será o alinhamento desses papéis.

O importante é entender o que pode funcionar melhor para sua empresa e seu time. O que é essencial e o que é opcional

#4 Dê feedbacks construtivos regularmente

Oferecer feedbacks construtivos regularmente, seja ele positivo ou negativo, é muito importante para o desenvolvimento profissional do/a colaborador/a e demonstra que você está acompanhando o seu trabalho. 

Entretanto, se o feedback não for realizado da maneira adequada, o profissional pode não reagir bem a críticas mal elaboradas e isso pode desmotivá-los.

Antes de realizar um feedback, crie um ambiente confortável. Seja assertivo/a na hora de avaliar e indique melhorias. Foque em fatos e não em julgamentos. Esteja aberto/a a ouvir ativamente o que seus/suas liderados/as têm a dizer. 

Faça isso quantas vezes for preciso.

Muitas lideranças costumam fazer mensalmente ou em tempos muito espaçados, o que dificulta a formação de vínculo e confiança entre as partes.

#5 Reconheça seus colaboradores

Além de dar feedbacks construtivos, reconheça as pessoas do seu time. Pessoas, por natureza, têm a necessidade de se sentirem pertencentes e úteis aos grupos aos quais estão inseridas. E isso requer reconhecimento e valorização. 

Colaborar para que se sintam verdadeiramente orgulhosas e recompensadas pelo seu trabalho, e também indicar como podem crescer profissionalmente, melhoram sua autoestima e motivação.

Essas ações favorecem a retenção de talentos na sua empresa.

O reconhecimento não precisa estar necessariamente acompanhado de uma recompensa de alto custo, pois existem maneiras criativas e baratas de gratificação.

Um método de avaliação de desempenho é uma ótima ferramenta para ajudar os/as colaboradores/as a entenderem como funcionam os reconhecimentos.

A ferramenta também pode fazer com que as pessoas melhorem sua produtividade com o intuito de buscar as premiações. 

💡 Métodos de avaliação de desempenho: conheça os mais utilizados

#6 Garanta um ambiente atrativo

Garantir um ambiente de trabalho atrativo e agradável é importante para a retenção de talentos porque costumamos passar boa parte do nosso dia nele.

Além disso, um local que favorece a qualidade de vida aumenta a produtividade dos/as colaboradores/as e os/as deixam mais felizes e criativos/as. 

O ambiente deve ser dinâmico, acolhedor e estimulante. Utilize murais e outros canais de comunicação interna para unificar e criar um fluxo informacional, divulgue claramente datas, festas, reuniões, metas, resultados de mercado.  

Utilize também canais online e offline, mas não se esqueça que a comunicação face a face é fundamental para criar empatia e relacionamentos melhores com os talentos de sua empresa. 

Quanto mais se sentirem informados/as, menos espaço para boatos organizacionais, incertezas e insatisfações haverá, o que ajuda muito na hora de reter seus talentos.

Outras ações que garantem um ambiente de trabalho atrativo envolvem espaços que estimulam a integração das pessoas, apoio a organizações não governamentais (pois mostra que a empresa se preocupa com a comunidade) e locais que sejam cool.

Quesitos ergonômicos dos móveis do escritório, limpeza e iluminação também entram neste tópico.

💡 5S: seu ambiente de trabalho mais organizado em cinco etapas

#7 Ofereça plano de carreira 

Profissionais talentosos/as almejam crescer, por isso, as empresas precisam ter planos de carreira e de promoção para que eles/as saibam onde podem chegar. 

A falta de perspectiva nas empresas causam uma enorme desmotivação e faz com que os/as colaboradores/as se sintam desvalorizados/as e procurem por outros lugares.

O ideal é que o plano de carreira seja desenvolvido entre o/a colaborador/a e a liderança, mas que seja algo já implementado na empresa e que seja vantajoso para ambas as partes.

É importante que a pessoa tenha clareza do momento profissional em que se encontra, de quais são seus objetivos e metas e, principalmente, quais são os passos necessários para atingi-los.

Outra questão que muitas pessoas buscam é segurança no trabalho, a qual pode ser assegurada através de um plano de carreira.

Sendo assim, ter um plano de carreira que visa o desenvolvimento contínuo mantém as pessoas mais engajadas e motivadas.

Além do mais, o crescimento profissional dos/as funcionários/as é essencial para o crescimento da empresa

#8 Ofereça salário e benefícios adequados

O salário deve estar de acordo com o que o mercado está oferecendo e também com o desempenho do/a funcionário/a.

Além disso, oferecer benefícios que tenham valor para os/as colaboradores/as, os/as deixam mais satisfeitos/as e contribui para a sua permanência. 

Hoje em dia, apesar de o salário e os benefícios não serem o principal motivo para a escolha ou permanência em uma empresa, eles precisam ser compatíveis, pois, ao receberem menos do que precisam, os/as colaboradores/as tendem a procurar por lugares que ofereçam condições melhores.

Os benefícios não são apenas aqueles que necessitam de altos investimentos como plano de saúde e participação nos lucros, pequenas atitudes do dia a dia também são vistas de forma positiva pelos/as funcionários/as. 

Ademais, ações que os estimulem nos estudos como a realização de treinamentos internos ou externos são muito válidas e importantes para que se sintam parte do time.

Avalie quais atrativos você pode aplicar em sua empresa para chamar a atenção e que contribuam para a retenção de talentos — assim como mantê-los sempre ao seu lado.

#9 Promova o bem-estar de seus/suas colaboradores/as

O estresse no trabalho, devido a muita pressão e cobrança, afeta o bem-estar dos/as colaboradores/as e, consequentemente, ocasiona redução de sua motivação e produtividade, além de comprometer a saúde geral. 

Por isso, é essencial promover a satisfação, tanto física quanto mental, dos/as seus/suas funcionários/as.

Empresas que se preocupam e oferecem melhores condições de trabalho conseguem, além de reter seus talentos, se tornar lugares que as pessoas amam trabalhar.

Desenvolver atividades colaborativas fortalece os vínculos entre as pessoas da equipe criando um ambiente de trabalho mais saudável.

Estimular a prática de exercícios físicos quebra a rotina e são muito benéficas para a saúde, melhoram o sono e o humor, entre outras inúmeras vantagens. Ginástica laboral e parceria com academias são ótimos exemplos.

Se preocupe também com a saúde mental de seus/suas colaboradores/as oferecendo suporte psicológico.  

O modelo de trabalho têm mudado constantemente e a tendência é que profissionais sejam avaliados/as pelo que entregam, sem a preocupação do tempo que permanecem no escritório.

Pensando nisso, horários flexíveis e home-office possibilitam o equilíbrio na vida. 

Todas essas ações podem evitar a síndrome de burnout ou síndrome do esgotamento profissional, distúrbio muito comum, principalmente na atualidade, causado pelo excesso de trabalho e situações desgastantes que envolvem muita pressão e responsabilidade constante.

Esse distúrbio pode resultar em depressão profunda, e por isso é essencial que as corporações se preocupem com o bem-estar de seus funcionários.

#10 Incentive lideranças inspiradoras

Uma liderança ruim pode desmotivar e desencorajar os/as colaboradores/as, ao contrário de uma liderança inspiradora a qual motiva a equipe e a ajuda a atingir todo seu potencial.

De nada adianta ser bom/boa tecnicamente mas péssimo/a com pessoas. Gestores/as muito autoritários/as, bipolares e inseguros/as provocam alto turnover dentro das empresas. 

As lideranças ideais criam relações interpessoais saudáveis e nem sempre são chefes, assim como nem todo/a gestor/a é um/a líder. Eles/as podem ser colegas de trabalho por exemplo, e inspiram outros/as profissionais através de suas atitudes, falas e competências, e fazem com que as pessoas queiram segui-lo/as. 

Gestores/as, por outro lado, apoiam-se somente no planejamento e nos objetivos a serem alcançados e muitos não estão preparados/as para serem líderes.

Mas, ao contrário do que muitos pensam, as habilidades de liderança não são natas, claro que existem pessoas que nascem com as aptidões comuns de grandes líderes, entretanto elas podem ser aprendidas e desenvolvidas (como tudo na vida). 

Ademais devem ser incentivadas pelas organizações. Faça isso e evite que os/as funcionários/as peçam demissão por causa de seus/suas chefes.

Segundo Jack Welch, ex-presidente da GE, o/a líder deve ficar entusiasmado/a com o sucesso dos/as outros/as e deve ser generoso/a.

Ele/a deve comemorar as pequenas vitórias e deve facilitar o trabalho dos/as colaboradores/as, entre outras atitudes. A responsabilidade pela vida das pessoas também é do líder pois ele/a as impacta diretamente.

Conclusão

Mostramos aqui as principais estratégias para você conseguir aumentar sua retenção de talentos.

Essas práticas envolvem desde a definição do propósito da organização até o desenvolvimento de técnicas de liderança. 

Investir em ações que fortalecem a relação colaborador/a-empresa faz uma diferença enorme para que essa relação perdure, pois deixa os/as funcionários/as felizes e satisfeitos/as aumentando a sua produtividade e comprometimento com a companhia.

Estamos entrando em um período de recuperação e crescimento da economia brasileira, que acarreta no aumento de vagas e empregos e, inevitavelmente, no aumento de processos de recrutamento e seleção. 

Como consequência, aumenta-se a necessidade de atrair e reter os melhores talentos. A tendência é que a competitividade cresça e que as empresas disputam cada vez mais por esses/as profissionais. 

Portanto, é essencial que você estude e utilize ferramentas para ampliar a retenção de talentos em sua empresa.

As escolas tradicionais trabalham com metodologias que não conseguem suprir as novas demandas do mundo. Preparam profissionais que não são capazes de assumir vagas de emprego no mercado atual e, dificilmente, lidar com os avanços tecnológicos.

Não falam sobre soft skills, habilidades altamente requisitadas, e não abordam a importância da multidisciplinaridade. 

Por esse motivo surgimos: uma escola de tecnologia que cria programas educacionais focados nas demandas do mercado digital.

Com uma metodologia de ensino proprietária e com o propósito de impactar a vida de 1 milhão de pessoas, funcionamos como uma ponte entre a universidade e o mercado digital, preenchendo uma lacuna gigantesca que só tende a aumentar nos próximos anos.

Nós formamos profissionais com quatro características fundamentais:

  • 1. Vontade de Aprender e Ensinar
  • 2. Soft Skills
  • 3. Mindset Empreendedor
  • 4. Inovação Criativa

Se o seu objetivo é alcançar a excelência, contratando certo e retendo os melhores talentos na sua empresa, entre em contato conosco no e-mail comercial@gama.academy que iremos te ajudar!

twitterfacebooklinkedinyoutube-playinstagram