UX mindset: o papel do/a designer nos negócios digitais

O papel do/a designer nas startups vai muito além de uma logo bonita e de um visual que siga esse padrão. Atualmente, o/a designer possui outras preocupações, demandas e um papel completamente renovado, especialmente em startups que trabalham com UX mindset.

Houve um tempo em que os/as designers viviam em seu espaço, quietos/as e com funções que não iam além de dar um visual para as coisas, o que, por sinal, não era muito reconhecido como algo que de fato agregasse valor. 

Hoje, empresas como a Apple mostraram que o visual é muito mais importante do que se imaginava, pois reconhecem que, mais do que beleza, o produto (principalmente software) precisa oferecer uma excelente experiência ao/a usuário/a.

Atualmente, sabemos que as funcionalidades das coisas podem se repetir em diversos negócios, logo, o design pode ser o diferencial que fará determinado produto ou serviço ser melhor que o da concorrência. 

Exatamente por isso, o papel do/a designer UX se mostra fundamental em reuniões de planejamento, na comunicação com devs, na busca por soluções e inovações e assim por diante. Mas, antes, vamos relembrar ou mesmo conhecer o que é UX Design.

O que é UX Design?

Começando pelo conceito, UX vem do termo em inglês User Experience, ou experiência do/a usuário/a. Em outras palavras, o UX Design busca tornar a relação entre o/a usuário/a e o produto ou serviço a melhor e mais agradável possível.

Sendo assim, sai de cena a função do/a designer que cria apenas peças coloridas e chamativas, layouts modernos e tudo que antes chamávamos de “bonito”, para entrarem as funcionalidades e a usabilidade.

Por isso, existe uma enorme diferença entre UX e UI.

Entenda a diferença de UX e UI

Enquanto o/a designer UX desenvolve uma ferramenta observando o comportamento do/a usuário/a para corresponder de forma assertiva a partir de critérios de usabilidade, o/a designer UI se limita ao desenvolvimento de interfaces apresentáveis.

No caso do UI, basta apenas elaborar um projeto visual para interação com um aplicativo, por exemplo. Por isso, podemos resumir que a diferença entre UX e UI está na profundidade do trabalho: desenvolver a interface é apenas uma parte do trabalho do/a designer UX! 

Importância do UX mindset do/a designer e tendências de mercado

Talvez nem fosse preciso falar sobre a importância do UX no mindset do/a designer depois do que falamos até aqui.

Entretanto, precisávamos falar com os/as gestores/as das startups sobre uma coisa muito importante: se o/a seu/sua designer não possui habilidade em UX, seu produto está fadado a cair no esquecimento dos/as usuários/as.

Produtos, serviços, sites e afins que não tenham sido desenvolvidos pensando na usabilidade não marcam de maneira positiva a vida das pessoas.

Portanto, além de fazer com que a startup alcance o sucesso em suas operações através de um trabalho eficiente, a importância do UX é fazer com que o/a usuário/a não queira, nem mesmo olhar, o produto do/a concorrente.

Está bem, não vamos exagerar, ele/a pode até olhar o/a concorrente e achar bonitinho, interessante, mas JAMAIS trocaria sua experiência positiva e satisfatória por algo com o qual não tenha criado afinidade suficiente.

É disso que estamos falando, a adaptação fica tão profunda que uma Apple person dificilmente se tornaria um/a amante do Android.

Mas não é preciso se desesperar caso você seja um/a designer sem essa habilidade ou se a sua Startup possui um/a profissional nessas condições... A boa notícia é que o UX pode ser aprendido, basta boa vontade e bons mentores. 

Temos neste artigo ainda mais informações sobre conteúdo UX e mindset para designer. Dê uma olhada depois!

Além de “cor”, “forma” e “beleza”, o/a designer UX agrega valor ao produto quando desenvolve soluções focadas na usabilidade, o chamado UX. Em outras palavras, ele/a passa a focar seu trabalho em oferecer ao/a usuário/a a sensação esperada de felicidade, satisfação e perfeição.

Para isso, dentro do novo papel do/a designer, ele/a passa a participar do planejamento baseando-se em métricas como taxas de conversão e de rejeição. A partir daí, entra o Service Design.

O que é o Service Design para startups que precisam de UX Mindset?

O Service Design é o planejamento e organização das pessoas, dos componentes, das ferramentas e da infraestrutura como um todo no objetivo de concluir o que foi previamente planejado dentro de um prazo estipulado. Parece complicado né? Mas não é, veja só!

O service design busca entender e melhorar, não só a experiência do/a usuário/a, mas também dos/as colaboradores/as e da empresa, que deve respeitar sua missão e valores em primeiro lugar. Como fazer isso? Você se coloca na posição do usuário/usuária!

Está boa a ferramenta? Entrega as respostas de maneira satisfatória? Você encontra facilmente tudo que busca? Ela é bonita e intuitiva? O/a designer UX é um/a usuário/a que testa as soluções como se fosse um/a usuário-final, sempre pensando em melhorar.

Tendências de mercado para o/a designer UX mindset

Com relação às tendências para o mercado dos/as designers UX mindset, podemos citar que existem incontáveis oportunidades nas novas startups que surgem todos os dias.

Em geral, essas empresas são as que estão atentas aos conceitos citados, como a experiência do/a usuário/a, por exemplo. Digamos que são todas que, a partir de hoje, pretendem sobreviver e prosperar no mercado. 

Aquelas empresas que não forem se adaptando para oferecer uma boa experiência ao/a usuário/a tendem a desaparecer (infelizmente, é questão de tempo).

Além disso, é neste ambiente que o novo papel do/a designer de ser mais que um/a executor/a e passar a ser parte do planejamento estratégico se faz mais necessário. 

De forma resumida, startups são as empresas que entendem que o papel do/a designer é o de protagonista e não mais de coadjuvante no processo de captação e retenção de clientes.        

Atualmente, as pessoas estão em busca de um combo... não mais apenas preço, ou status ou marcas... elas estão em busca de tudo isso e de uma experiência única. 

Sendo assim, cientes de que este é um combo difícil de alcançar, eles/as também passaram a não se importar em pagar um pouco mais, desde que a sua experiência valha a pena.

Para exemplificar, podemos citar o caso da Apple. De fora, podemos ver um design bonito, entretanto, ao utilizar seus produtos, podemos notar uma série de benefícios únicos, como a qualidade do som, da câmera fotográfica, do processador, de como o layout facilita a navegação e assim por diante. 

E são os fatores ligados ao UX Mindset que levam o/a consumidor/a a querer seus produtos, ainda que sejam muito mais caros que os da concorrência. Sacou? Venha aprender essas habilidades de designer UX Mindset conosco, na Gama Academy!

Clica aqui para saber mais. 😉

twitterfacebooklinkedinyoutube-playinstagram