De Engenharia Química para startups: Se você quer ler uma história de sucesso, não leia este artigo

De Engenharia Química para startups: Como assim?

Essa é uma história sobre uma jornada, mais especificamente o início dela, algo que provavelmente você ainda não chama de sucesso. Sim, eu mudei de engenharia química para uma área totalmente diferente. Admiro um incrível coaching americano chamado Anthony Robbins, segundo ele, felicidade se relaciona ao crescimento e à melhora em algo que você ama. Olhando para trás, não tenho dúvidas de que isto foi verdade ao longo da minha vida. Estou aqui para compartilhar algumas coisas que aprendi dando os primeiros passos da minha jornada profissional, contar um pouco de como está sendo tudo isso. Espero que seja útil para a de vocês também.

Universidade de Engenharia Química

Em 2011 eu fui aprovado no vestibular mais difícil do estado de Minas Gerais, entrei para o curso de Engenharia Química na Universidade Federal de Minas Gerais. Meus pais, que sempre se esforçaram para me manter nos melhores colégios, não mereciam outra resposta, senão essa. Eu, com meus 18 anos e boas notas em Matemática, Física e Química, apaixonado por grandes desafios, não poderia escolher outro curso.

Acertei na escolha?

De Engenharia Química para startups: Se você quer ler uma história de sucesso, não leia este artigo 1

Errei. Na graduação conheci pessoas incríveis, gente muito boa de serviço e muito melhor que eu. O departamento de Engenharia Química me dá orgulho, é formado por pessoas eficientes, aplicadas, que dão o máximo de si para mandar bem nos estudos. No meio deles, eu logo vi que aquilo não fazia tanto sentido para mim. As pessoas que não têm direcionamento e não pensam a longo prazo, não conseguem realizar grandes coisas. Como sempre fui apaixonado por realizações gigantes, precisava estar olhando pra frente e o que via não fazia sentido na engenharia química.

Como mudar o rumo?

Desistir do curso não era uma opção atraente, a sociedade já havia me convencido, erroneamente, que meu futuro estava assegurado nessa profissão. Depois de tanto esforço para entrar nela, preferi esperar os dois primeiros anos para tomar uma decisão. A partir daí foi natural o envolvimento com atividades paralelas, iniciação científica e associações estudantis. Isso me motivava muito mais que as aulas. Entretanto, isso não poderia se estender por mais tempo, afinal, como já disse Steve Jobs,

“nosso tempo é muito curto para desperdiçá-lo vivendo a vida de outras pessoas”,

e eu comecei a sonhar mais alto, a bater cabeça procurando algo que me identificasse mais e conhecendo melhor meus próprios valores e cultura.

O sonho de morar na Califórnia

Durante esse tempo difícil, estava claro que eu precisava de algo dinâmico e de grande impacto, longe do caminho lento, burocrático e padronizado da engenharia química e da Universidade. Eu precisava criar e construir uma história diferente.

A decisão

A primeira grande decisão foi ir pra fora do país e ver o mundo com outros olhos. Tinha um lugar em que eu sonhava morar: a Califórnia. Eu faria de tudo para chegar lá. Foi muito trabalho, mas foi missão cumprida. Lá estava eu em Long Beach, CA, aprendendo com a cultura mais empreendedora do planeta. Aprendendo sobre como correr atrás das suas paixões, tomar iniciativas desde novo. Como se desenvolver em alta performance em tudo, desde esportes a negócios? Os americanos, sem dúvidas, são pessoas que deixam suas aptidões falarem mais alto que as vozes da sociedade e a independência é mais atrativa que o conforto da casa dos pais.

O início da empreitada empreendedora

Depois de um ano e meio eu voltei ao Brasil ainda mais determinado a fazer coisas gigantes e a ajudar outras pessoas a acreditarem que elas também podem fazer. A primeira iniciativa atrás da minha missão foi fundar um clube de empreendedorismo na UFMG. O objetivo era gerar um ambiente propício a ter ideias, gerar empreendimentos entre pessoas brilhantes que existem na universidade. Com algumas pesquisas, vi que talvez o problema não fosse a falta de ideias, temos patentes incríveis na universidade. Vi também que não precisava de um ambiente propício para empreender. Eu poderia fazer algo maior que isso. Resolvi empreender, arrisquei meu período na Universidade atrás de um sonho, impulsionar a transferência de tecnologia do país e fazer com que estas brilhantes ideias saíssem da Universidade e fossem para a sociedade. Foram 8 meses de trabalho duro, batendo cabeça, participando de startup weekends, conversando com pessoas de várias esferas da sociedade. Foi aí que, em uma das correrias para capacitação pessoal, e já sabendo que meu modelo de negócio não era tão forte quanto achava, conheci a Gama Academy

Gama Experience - A mudança radical

A Gama Academy, sem dúvidas, foi transformador. Foi lá que eu deixei de ser um sonhador com sangue no olho, para me transformar em um fazedor, sonhador e com muito sangue no olho. Quando se acredita, trabalha e corre atrás, coisas incríveis acontecem. Você consegue fazer tarefas que antes pareciam impossíveis e as oportunidades já não passam despercebidas.

Encontrei pessoas como eu!

De Engenharia Química para startups: Se você quer ler uma história de sucesso, não leia este artigo 2

Foi a partir da Gama Academy que eu conheci melhor o Méliuz, feito por malucos iguaizinhos a mim e com a mesma vontade de fazer algo gigante. Comecei a trabalhar lá e encontrei um ambiente excepcional, exatamente da forma que gosto de trabalhar, com pessoas que me inspiram todos os dias. A partir daí os aprendizados e o crescimento dispararam! Fomos eleitos a Startup do Ano em 2016 e estamos disseminando o Cashback (modelo que devolve parte do dinheiro gasto em compras para o usuário) por todo o país. É muita dedicação para dar a melhor e mais exclusiva experiência de compra para nossos clientes. Chegamos no fim do artigo e no início da minha história.

Gratidão!

Hoje trabalho em um lugar que me dá extrema autonomia e onde eu tenho desafios gigantes pela frente e sou muito grato à Gama Academy que me proporcionou essa oportunidade. Espero, meu amigo, que você entenda como é bom ter sucesso ao longo de toda sua jornada. Que sucesso não é a chegada mas sim caminhar na direção certa e ter muitas conquistas ao longo da jornada. Espero que você encontre um ambiente que te propicie trabalhar da forma que goste e em algo que acredite. Se você conseguir, tenho certeza que ainda iremos nos conhecer nos próximos anos, nessa jornada de sucesso! Lucas Tavares, hustler do Gama Experience #1 contratado pela Méliuz

Últimos Artigos

ASSINE NOSSA
NEWSLETTER

Curtiu nosso blog? Inscreva-se na nossa newsletter e receba nossos melhores conteúdos.

Se desafie aprendendo sobre uma das 4 profissões mais valorizadas pelo mercado digital em uma experiência imersiva de 5 semanas

SAIBA MAIS
twitterfacebooklinkedinyoutube-playinstagram