Como desenvolver soft skills na sua equipe

Nas startups, empresas digitais e outros negócios vinculados com o universo da tecnologia e economia 4.0, é muito necessário montar times diversos, com pessoas que tenham soft skills.

Antes de tudo, vamos reforçar o que são soft skills. Trata-se de um conjunto de habilidades comportamentais que são necessárias para os/as profissionais prosperarem e serem capazes de se adaptar ao modo de operação do mercado digital.

Veja alguns exemplos de soft skills: atitude positiva, motivação, trabalho em equipe, organização e gestão de tempo, segurança, flexibilidade, capacidade de falar em público, trabalhar sob pressão, ser comunicativo/a e ter princípios éticos.

As habilidades comportamentais, conhecidas como soft skills, são diferentes das competências técnicas de profissionais de marketing digital, inside sales, dev e design.

As hard skills para essas áreas citadas acima, por exemplo, seriam como os conhecimentos de ferramentas de SEO, framework de vendas, linguagem de programação e ferramentas para a criação de protótipos.

Logo, uma pessoa completa para conquistar uma posição e se destacar em uma empresa moderna precisa somar soft skills e hard skills. Ou seja, precisa ter um perfil equilibrado, com competências técnicas e comportamentais que fazem diferença para os resultados da empresa. 

Não é apenas o conceito que diferencia as soft skills das hard skills. As competências técnicas podem ser aprendidas em um curso, na faculdade ou até mesmo nas empresas nas quais o/a profissional digital já trabalhou.

Já as soft skills são, majoritariamente, características pessoais e parte da personalidade do/a profissional. Por exemplo: uma pessoa é proativa ou não, já que este comportamento, que tem muito valor para as empresas, não é ensinado em um curso com viés técnico.

É claro que os/as profissionais digitais também podem aprender e adquirir soft skills com o tempo, é verdade! Mas é mais difícil converter um/a funcionário/a desinteressado/a e acomodado/a em uma pessoa proativa, não é mesmo?

No contexto atual, principalmente em startups e empresas de tecnologia, onde pessoas com muito conhecimento técnico e específico atuam juntas para desempenhar uma missão, as soft skills contam muito a favor para a produtividade e a performance.

Por que as soft skills estão sendo cada vez mais valorizadas em times

Os/as profissionais que já possuem soft skills desenvolvidas são bastante disputados/as pelos times de RH de startups e empresas de tecnologia nos processos de contratação.

Saber se relacionar com as pessoas do time, ou seja, os/as colegas e colaboradores/as de empresas parceiras, é crucial para que o trabalho seja bem executado.

A harmonia de um setor também depende diretamente das soft skills, como empatia, capacidade de trabalhar em equipe e saber se comunicar de maneira eficiente. Isso reflete em produtividade, justamente o que as empresas digitais estão precisando e procurando durante seus processos de recrutamento e seleção.

Além disso, pessoas com soft skills tendem a ser mais engajadas e dinâmicas. No caso do surgimento de pequenos problemas, elas conseguem resolver sozinhas, sem envolver os/as gestores/as em dificuldades ou obstáculos que fazem parte da rotina. 

Este tipo de comportamento garante mais rapidez e eficiência para o dia a dia dentro de uma empresa de tecnologia. E os/as recrutadores/as de RH sabem que pessoas com o perfil formado por várias soft skills são muito valiosas, já que elas servem de exemplo para os/as demais colegas. 

Não é raro que um/a profissional digital com várias soft skills se torne um/a exemplo a ser seguido na empresa, pois ele/a reproduz as habilidades comportamentais valorizadas dentro do ambiente de trabalho e acaba inspirando as outras pessoas. 

Este é um ponto importante da nossa conversa: as soft skills, embora sejam características pessoais e comportamentais, também podem ser desenvolvidas e aperfeiçoadas. Mas isso exige força de vontade, disposição e mente aberta.

Em geral, existem dois comportamentos que evidenciam bastante a pessoa que possui mais soft skills no time. Já pensou trabalhar ao lado de alguém que passa o dia inteiro reclamando? 

Das duas, uma: ou você começa a reclamar também e entra na sintonia negativa dessa pessoa ou tenta motivá-la e mostra o lado bom das coisas. Neste exemplo, a pessoa que motiva é a que detém mais soft skills. 

É por isso que, cada vez mais, os processos de seleção e recrutamento estão com foco voltado para a contratação de pessoas com soft skills, pois é mais fácil ensinar uma competência técnica para uma pessoa do que transformar sua personalidade.

Mesmo assim, existe um esforço muito grande por parte do departamento de RH para melhorar as habilidades comportamentais de seus times, para que, ao longo do trabalho, elas se sintam cada vez mais estimuladas e interessadas pelas suas carreiras e os postos que ocupam na empresa digital.

Como avaliar as soft skills no processo de seleção

Como vimos, é mais interessante perceber no próprio processo de seleção quais são os/as candidatos que possuem soft skills, mesmo que isso exija novos modelos de entrevistas, dinâmicas e treinamentos na fase da contratação. 

Para identificar e avaliar as hard skills, as capacidades técnicas, os/as recrutadores/as podem aplicar uma prova ou fazer um teste prático, para saber se um/a desenvolvedor/a realmente domina uma linguagem de programação ou se um/a designer consegue entregar um protótipo, por exemplo. Com todos os conhecimentos específicos, o caminho é parecido.

Porém, na etapa das entrevistas, os times de Recursos Humanos e recrutamento precisam aplicar outras técnicas para a identificação das soft skills, pois, em geral, é nas respostas dadas pelos/as candidatos/as que muitas informações importantes são reveladas.

Dessa forma, é possível descobrir se o/a candidato/a possui uma visão de mundo parecida com os valores da empresa, se sabe se adaptar, trabalhar em equipe, se é colaborativo/a e otimista, entre outras habilidades.

A nossa sugestão é fazer algumas perguntinhas mágicas que vão levantar informações preciosas para a sua análise sobre as soft skills de um/a candidato/a em potencial. Veja:

  • Conte sobre um problema em um trabalho anterior e como pediu ajuda para seus/suas colegas
  • Fale um pouco sobre a sua experiência de trabalho em equipe
  • Qual seria a sua reação se tivesse que fazer algumas tarefas que não estão ligadas à sua função?

Montar um roteiro formado por um questionário com perguntas que buscam respostas sobre o comportamento, reação e visão de mundo de um/a candidato/a é a maneira mais eficiente de descobrir se existem e quais são as soft skills, além de determinar se há um real fit cultural entre o/a possível contratado/a e a empresa.

O primeiro sinal da ausência de soft skills é reclamar de uma equipe com a qual trabalhou, falar mal de algum/a colega ou da liderança, dizer que preferia resolver tudo por conta própria e outras atitudes deste tipo.

Afinal, falar mal de ex-colegas e reclamar de empregos anteriores demonstra a falta de empatia e de espírito de equipe do/a candidato/a, e isso definitivamente não é o que os/as recrutadores/as querem nas empresas modernas.

O esperado é que o/a candidato/a com soft skills mostre que as contribuições dos/as colegas foram muito importantes para implementar algum projeto e até mesmo para a sua própria evolução como profissional digital. É importante valorizar o trabalho em equipe.

Pessoas com dificuldade de pedir ajuda para colegas do time também demonstram ausência de soft skills, pois, na prática, sabemos que a divisão de responsabilidades e o compartilhamento de tarefas fazem parte da rotina das empresas.

O mesmo acontece com candidatos/as que não são proativos/as e têm dificuldade em realizar tarefas que vão além da sua função ou departamento. Os/as profissionais precisam estar dispostos/as a assumirem algumas responsabilidades que vão além de seus cargos, mostrando versatilidade.

Como desenvolver soft skills nos/as seus/suas colaboradores/as (mesmo remotamente)?

Identificar as soft skills no processo de seleção e recrutamento é tão importante quanto ter um trabalho sólido de desenvolvimento de habilidades comportamentais para os/as talentos que já estão em atividade na empresa.

Veja algumas dicas bem interessantes:

  • Ofereça treinamentos educacionais para as equipes, para dar mais ênfase para a cultura organizacional e educar os times sobre soft skills;
  • Faça um trabalho de conscientização dos/as membros do time sobre a importância das soft skills para o sucesso pessoal e profissional;
  • Ofereça um treinamento personalizado para as equipes a partir das principais deficiências de soft skills que elas apresentam;
  • Busque a reflexão em conjunto sobre habilidades comportamentais que podem melhorar o desempenho da equipe, como empatia e comunicação assertiva;
  • Dê prioridade ao trabalho em equipe, para deixar claro que o grupo inteiro envolvido em um projeto consegue resultados mais promissores.

Ferramentas voltadas para soft skills podem ajudar bastante neste trabalho. Separamos algumas para você conhecer!

Ferramentas para soft skills

Workshops e palestras – Os/as colaboradores/as são estimulados/as e encorajados/as a adotarem um novo comportamento quando estão em contato com profissionais bem-sucedidos/as que possuem soft skills. 

Por isso, contar com palestrantes experientes para compartilhar informações sobre a importância das soft skills no ambiente profissional é muito útil para que os talentos da empresa desenvolvam novas habilidades de comportamento social.

Já os workshops são mais dinâmicos e interativos, com diversas atividades em equipe que são importantes para mostrar que todas as pessoas do grupo são essenciais para que uma tarefa seja bem executada, com aprendizado mútuo e interação.

E-learning – Esta é uma ferramenta excelente para estimular o aprendizado de soft skills entre a equipe que está em trabalho remoto. A ferramenta permite a aprendizagem à distância, tem diversos conteúdos com vídeos e foco em comportamentos dos/as profissionais.

No aprendizado de soft skills com e-learning também se destacam os simuladores virtuais e os serious games. A interatividade é uma grande aliada e o treinamento online facilita muito para as equipes que estão trabalhando à distância.

Plano de desenvolvimento individual – Os/as profissionais criam um plano para desenvolver as habilidades, através de uma série de metas passadas pela própria empresa. Isso pode ser feito durante o trabalho remoto também.

Trabalhe com metas e avaliação de desempenho – Por incrível que pareça, é possível medir as soft skills. O ideal é criar um sistema de pontuação. Por exemplo: 3 pontos para quem conseguir solucionar um problema ou 2 pontos para equipes que realizarem um projeto de sucesso. Outro indicador importante para soft skills é a avaliação do/a cliente.

Uma soft skill de cada vez é o ideal – Preparar os times para trabalharem com o desenvolvimento de uma soft skill por vez é ideal, para não confundir o processo. Por isso, foque em uma habilidade e ofereça treinamentos específicos!

Traga o virtual para o real – Para treinamentos de soft skills online, muito comuns atualmente, é ideal trazer as aprendizagens do ambiente virtual, do e-learning, para o mundo real. Os/as colaboradores/as precisam entender que as habilidades comportamentais serão úteis na vida real e nas necessidades profissionais.

Uma sugestão é usar os serious games e seus métodos e ferramentas específicas de simulações, para praticar uma habilidade comportamental com uma proposta de treinamento diferenciada e com uma estratégia de gamificação envolvente e impactante. Esses games educativos ajudam a assimilar conceitos e capacitam os/as colaboradores. 

Agora, uma dica final para as empresas e gestores/as de RH: vale muito a pena contratar profissionais com base em soft skills e apostar no treinamento e aprimoramento das hard skills que são importantes para o negócio. Para saber mais sobre este assunto, acesse esse conteúdo super bacana que preparamos ou fale com a nossa equipe para conhecer o Gama Corp, nosso treinamento corporativo personalizado!

twitterfacebooklinkedinyoutube-playinstagram