Benefícios de trabalhar em startups e atuar no mercado digital

Não é mistério que o mercado de startups segue em crescimento ano após ano. 

São muitas histórias sobre empresas que começaram em uma garagem e em pouco tempo já tinham um faturamento bilionário. Ao longo do último século, apesar das preocupações em torno do desemprego, a tecnologia tomou espaço em diversas frentes de atividades e isso mudou a forma como o trabalho é realizado. 

Se você está acostumado/a com uma empresa tradicional irá se surpreender muito ao trabalhar em startup. 

E isso acaba se tornando um processo natural, pois é devido a dinâmica de mutação das empresas que surgem as demandas de novas habilidades profissionais e comportamentais.

No cenário atual do mercado digital, onde trabalhar em startups se tornou comum para muitos/as profissionais, principalmente millennials, é importante falar sobre o trabalho no mercado digital como um todo. E eu vou contar para vocês alguns dos motivos dessa importância.

Mas antes, um breve comentário sobre a educação tradicional...

As dinâmicas de trabalho são influenciadas pela educação

Sabemos e reconhecemos que os/as nossos/as professores/as dão a vida para entregar o melhor num contexto nada favorável. Mas, a verdade é que o mercado de trabalho avança numa velocidade muito maior do que a forma como as escolas e faculdades ainda operam hoje. 

Enquanto ouvimos, com uns 17 anos, que "se você entrar para a faculdade/universidade você sairá de lá com emprego garantido", aqui fora, no mercado, são exigidos conhecimentos que não são ensinados durante o longo período de estudos. 

Quantos/as de vocês têm disciplina de empreendedorismo? Quantos/as aprendem sobre habilidades comportamentais necessárias para lidar com ambientes de trabalho? Ou têm aulas sobre inteligência artificial e interpretação de dados?

Em discussões e palestras sobre o novo mercado de trabalho escutamos que a nova realidade de mercado é onde todos/as são adeptos/as a aplicativos como Uber e IFood, todos/as assistem Netflix, a Tesla tem mais valor de mercado do que a Ford, inglês é essencial, onde existem unicórnios e decacórnios.

Mas, quando se trata de trabalho e ocupações, o mercado de startups é onde existem milhares de vagas para serem preenchidas e falta profissionais qualificados/as para preenchê-las. 

E existem em diversos motivos que levam as pessoas a quererem trabalhar em startups: autonomia, flexibilidade, ambiente descontraído, orgulho, propósito, mudança. Mas o aprendizado e o crescimento profissional/pessoal acabam se tornando mais que tentadores. 

Vou te contar o motivo!

O novo perfil profissional 

Vivemos na era em que o talento supera o capital como diferencial econômico para as empresas. Ao mesmo tempo, a geração millennial — que corresponde a um terço da força de trabalho mundial — foi inserida num contexto onde precisa lidar com as novas demandas de habilidades versus a não preparação em anos de ensino tradicional.  

benefícios de trabalhar em startupsbenefícios de trabalhar em startups e as gerações

Numa pesquisa do ManpowerGroup sobre perspectivas de carreiras com cerca de 19 mil millennials,  alguns dados interessantes surgiram sobre a confiança que essa geração sente a respeito de um futuro promissor e sucesso profissional.  

  • 2/3 estão otimistas sobre suas perspectivas imediatas de emprego; 
  • 62% estão confiantes de que, se perderem sua principal fonte de renda amanhã, poderão encontrar trabalho igualmente bom ou melhor em três meses.

Apesar de tudo o que se diz sobre benefícios de trabalhar em startup e empresa do mercado digital, são cinco as principais exigências da nossa geração na busca por emprego ou recolocação: dinheiro, segurança, tempo off, pessoas e flexibilidade.

São perfis que buscam reconhecimento por seus esforços em projetos e atividades, boas conexões e grandes aprendizados — e que ainda sobre um tempinho para relaxar. 

Ok, o mercado digital de startups é imenso e você terá grandes chances de crescer na carreira se obtiver o conhecimento adequado e as habilidades esperadas, mas até aqui você não viu quais são os benefícios de trabalhar em startup.

Já se preparou?

O que esperar da experiência de trabalhar em startup?

Essas empresas não funcionam como uma linha de montagem de uma multinacional, isso você já deve saber antes mesmo de disputar uma vaga para trabalhar em startup.

Estamos falando de um ambiente de trabalho dinâmico, vivo e de ritmo acelerado — diferente das empresas consideradas tradicionais. 

Muitas vezes, você realizará ou dará suporte em atividades que estão fora do seu job description, e esta pode ser a chance de acelerar seu crescimento e aprender novas habilidades técnicas (além, claro, das soft skills).

#1 Aprendizado constante e na velocidade da luz

Geralmente, as empresas do mercado digital ainda estão amadurecendo seus negócios e operam com uma grande necessidade de crescimento rápido — para conseguir acompanhar os avanços e não quebrarem no meio do caminho.

Por isso, é muito comum realizar experimentos de todos os tipos e aprender com os erros. 

É um ambiente de trabalho que te força a sair da mesmice e da zona de conforto. Como tudo muda rapidamente, você sempre tem algo novo a aprender e, inclusive, testar suas próprias hipóteses. Ah, e não especificamente na sua área.

Você também irá auxiliar os outros setores, participará ativamente do crescimento da empresa, terá que tomar decisões. Consequentemente, você vai absorver muitas coisas que irão te fazer evoluir profissionalmente e até na sua vida pessoal.

Open your mind!

#2 Pensar fora da caixinha

Antes do Google, o Facebook e o Nubank serem os gigantes que são hoje, essas empresas começaram tímidas. Locais de trabalho pequenos, pouca gente e poucos recur$os

Para fazer acontecer nessas condições, é preciso sair do pensamento comum e usar a criatividade para fazer a empresa se movimentar e avançar nesse mercado. Com certeza, a startup vai contar com as suas ideias.

#3 Dress code? O que você quiser usar!

O dress code é livre. Isto é, você pode ir de tênis, bermuda, saia, chinelo, vestido, brusinha e ser feliz. Afinal, ninguém merece aquelas roupas sociais desconfortáveis e que esquentam demais nos dias de calor, e de menos nos dias de frio. 

Mas alerta: por mais que você possa ir à vontade, você ainda está em um ambiente de trabalho. Portanto, tenha bom senso. 

#4 Networking

Como disse anteriormente, uma das preferências da nova geração é trabalhar com pessoas incríveis onde, certamente, vai acontecer uma grande troca de experiências e aprendizados.

Usualmente, nas startups os times compartilham frustrações, realizações e crescimento juntos. E acontece que, pela necessidade humana de nos sentirmos parte de algo especial, isso se torna um grande atrativo para uma jornada profissional.

Além disso, você terá a oportunidade de ir a muitos eventos e meetups e, com isso, aumentar o seu networking consideravelmente. As startups estão inseridas em um universo imenso de empresas do mercado digital e, por isso, são várias portas que se abrem para você!

#5 Crescimento rápido

O crescimento de um/a profissional em um ambiente de trabalho digital pode acontecer no mesmo ritmo que a empresa progride. 

Você precisa saber sobre relacionamento interpessoal, comunicação e muitas outras soft skills. Por outro lado, a responsabilidade é maior também. 

Então, não aprimore apenas a parte técnica, invista em saber mais sobre liderança. Converse com outros/as líderes e peça dicas aos/as gestores/as. Enfim, não espere ser promovido/a para então moldar o/a líder que você quer ser.

#6 Ambientes de descompressão

Ninguém gosta de trabalhar em um ambiente estressante, sem incentivo para parar e relaxar. O time fica motivado e acolhido com as ações que as startups adotam, desde o dress code casual até o clima agradável que faz todos/as se sentirem "mais que amigos, friends".

E, no meio de um fechamento de semana, por exemplo, pode conversar sobre aleatoriedades enquanto se prepara para o Happy Hour. Aqui na Gama, comemoramos esses momentos com Cheers & Fun — um de nossos valores do Culture Code.

OK, não é sempre que há video-games, mesa de jogos ou patinetes para aproveitar dentro dos corredores — e as vezes nem tem tantos corredores. Mas, geralmente, essas empresas sabem como criar ambientes favoráveis para descontrair e se preocupam mais com o bem estar de cada colaborador/a.

#7 Desenvolver responsabilidade 

Embora haja um clima extremamente agradável, também existem metas que devem ser cumpridas e você tem que estar ciente disso.

Toda Startup quer crescer e você como colaborador/a deve ter em mente que irá crescer junto, então é fundamental que você encare suas tarefas com seriedade e foco. 

#8 Aprender a usar a sua criatividade

Se você é criativo/a e gosta de explorar essa característica, trabalhar em Startup pode ser uma ótima experiência.

Para atingir os objetivos da empresa, você deve ser muito criativo/a para encontrar soluções e fazer seu trabalho ser produtivo. 

Além do mais, a convivência com pessoas desse perfil irá trazer um enorme aprendizado e evoluir seu poder criativo. Sempre há oportunidade para reuniões de brainstorm e, assim, explorar ainda mais ideias.

9# Ser flexível com o trabalho e com a vida!

A flexibilidade faz parte da identidade de uma startup. Se fosse para explicar de maneira mais fácil como funciona, seria importante dizer que você vai trabalhar muito e terá que levar suas atividades muito a sério.

Mas, diferentemente das empresas tradicionais, uma startup te deixa à vontade para que seu talento seja realmente valioso.

Não importa se você trabalha de bermuda, rende mais depois das 11h da manhã ou prefere fazer parte do trabalho de casa, o que importa é que você consiga ajustar melhor o horário das suas atividades pessoais com as suas obrigações na empresa.

Na verdade, seu trabalho rende mais quando você está feliz e satisfeito/a!

As melhores startups para trabalhar

Agora que você já conferiu todos os benefícios de trabalhar em startup e está mais alinhado/a com o perfil de profissional que essas empresas buscam, fizemos uma seleção de algumas das melhores startups para trabalhar no Brasil — de acordo com levantamento do GPTW (Great Place to Work) de 2019.

Você também pode pesquisar outras empresas, conversar com colaboradores/as atuais e antigos/as e entender qual melhor opção para você.

ClassApp – A empresa é brasileira e foi fundada em 2014. A ClassApp trabalha com mais de 600 das maiores instituições de ensino do Brasil. É um aplicativo para comunicação escolar, que conecta instituições de ensino e pais de alunos. 

QI ao Cubo – É uma empresa de inteligência de negócios, que trabalha com análise de dados, treinamentos e desenvolvimento de soluções. É uma empresa perfeita para quem é apaixonado/a por dados e inovação. 

Cheesecake Labs – É uma agência digital que trabalha com design e desenvolvimento de aplicativos iOS, Android e Web. A empresa atua com times remotos e desenvolvimento colaborativo, em um formato totalmente disruptivo de negócio. 

Dextra – Trabalha com desenvolvimento de softwares sob medida para negócios digitais. A empresa busca talentos em design, novas tecnologias, UX, entre outras áreas. 

Essas são apenas algumas das empresas de base tecnológica que estão no ranking do Great Place to Work no Brasil. 

Vale dizer que o LinkedIn também lançou uma lista em 2019 com as 25 startups mais desejadas pelos/as profissionais brasileiros/as. Neste ranking, apareceram muitas fintechs (empresas de soluções inovadoras para serviços financeiros), e algumas startups jovens do mercado nacional. 

No topo da lista das startups mais desejadas para trabalhar, estão: 

  • Nubank (serviços financeiros)
  • C6 Bank (serviços financeiros)
  • Loft (vendas de imóveis e reformas)
  • Neon (serviços financeiros)
  • QuintoAndar (locação de imóveis)
  • Loggi (entregas expressas)

São muitas opções e oportunidades nesse mercado. Está na hora de arregaçar as mangas e buscar a qualificação profissional que essas empresas precisam e valorizam!

twitterfacebooklinkedinyoutube-playinstagram